ONDE FICA MACONDO?

Macondo fica aqui e ali. Nosso ponto pacífico, nossa linhagem de solidão. Pode ser seu quarto, pode ser que não. É lugar grande, fora do mapa. Ache-me aqui quando quiser. Sente-se, estique as pernas e me fale de felicidade.

Amaranta Buendia

mail-me: amarantabuendiaa@yahoo.com.br

msn: andyramona@hotmail.com





|Fora de Macondo|

- Ana Anacrônica
- Aloísio está falando com ele
- Ana Léa e a Marmotagem
- Aventureiro do Traço
- Bruno em Delírios
- Drummond
- Colombina, em fotos
- Fernanda na Cidade Solar
- Fabíola Voando
- Hilda Hilst
- Ian, cria Waneska e Bruno
- Isabela num céu de diamantes
- Ítalo, em pequenas coisas
- James em fotos
- James em Serviço Secreto
- Juliana em Coisas da Jujuska
- Marcelo tem todos os nomes
- Nívea contando sempre
- O George Não II
- O George Não
- Vanessa assume os pecados
- Vi em seu Fabuloso Mundo
- ZZZinco



|Baú de Úrsula|

- 01/11/2009 a 30/11/2009
- 01/07/2009 a 31/07/2009
- 01/05/2009 a 31/05/2009
- 01/03/2009 a 31/03/2009
- 01/01/2009 a 31/01/2009
- 01/12/2008 a 31/12/2008
- 01/11/2008 a 30/11/2008
- 01/10/2008 a 31/10/2008
- 01/09/2008 a 30/09/2008
- 01/08/2008 a 31/08/2008
- 01/07/2008 a 31/07/2008
- 01/06/2008 a 30/06/2008
- 01/05/2008 a 31/05/2008
- 01/04/2008 a 30/04/2008
- 01/03/2008 a 31/03/2008
- 01/02/2008 a 29/02/2008
- 01/01/2008 a 31/01/2008
- 01/11/2007 a 30/11/2007
- 01/10/2007 a 31/10/2007
- 01/09/2007 a 30/09/2007
- 01/08/2007 a 31/08/2007
- 01/07/2007 a 31/07/2007
- 01/06/2007 a 30/06/2007
- 01/05/2007 a 31/05/2007
- 01/04/2007 a 30/04/2007
- 01/03/2007 a 31/03/2007
- 01/02/2007 a 28/02/2007
- 01/09/2006 a 30/09/2006
- 01/08/2006 a 31/08/2006
- 01/07/2006 a 31/07/2006
- 01/06/2006 a 30/06/2006
- 01/05/2006 a 31/05/2006
- 01/04/2006 a 30/04/2006
- 01/03/2006 a 31/03/2006
- 01/02/2006 a 28/02/2006
- 01/01/2006 a 31/01/2006
- 01/12/2005 a 31/12/2005
- 01/11/2005 a 30/11/2005
- 01/10/2005 a 31/10/2005
- 01/09/2005 a 30/09/2005
- 01/08/2005 a 31/08/2005
- 01/07/2005 a 31/07/2005
- 01/06/2005 a 30/06/2005
- 01/05/2005 a 31/05/2005
- 01/04/2005 a 30/04/2005
- 01/03/2005 a 31/03/2005
- 01/02/2005 a 28/02/2005
- 01/01/2005 a 31/01/2005
- 01/12/2004 a 31/12/2004
- 01/11/2004 a 30/11/2004
- 01/10/2004 a 31/10/2004
- 01/09/2004 a 30/09/2004
- 01/08/2004 a 31/08/2004
- 01/07/2004 a 31/07/2004
- 01/06/2004 a 30/06/2004
- 01/05/2004 a 31/05/2004
- 01/04/2004 a 30/04/2004



|Template por|



[eu acho que mudança dá dor nas costas, irrita, mas é sempre bom. Novo lugar para visitar Macondo: http://macondoaqui.wordpress.com/]



- Postado por: Amaranta Buendia às 16:57:39
[ ] [ envie esta mensagem ]

---------------------------------------------------




[Revisitar e rever o que pode ter se perdido no caminho. Acreditar que sempre há como se ter o tempo nas mãos. Eu acredito na poesia. Ela foi escrita por gente que sangrou em determinado momento e isso é um grande mérito. Mais do que a bíblia, o livro dos cristãos, acredito em sentimentos sinceros de pessoas comuns.]



- Postado por: Amaranta Buendia às 13:52:11
[ ] [ envie esta mensagem ]

---------------------------------------------------




[Desacelerar é o verbo da vez] [em que lugar está escrito que eu tenho que ser mil em uma? não tenho que ser esposa apaixonada, mãe carinhosa, operária padrão, filha primorosa 24 horas por dia. Ter uma rotina de 14 horas diárias é ser uma heroína? Estou fora, nao quero méritos nem medalhas. Quero horas sem ter o que fazer. Quero pensar em nada. Não quero acumular afazeres.] [Estou querendo mudar de vida. Um guia prático com dez passos seria de grande utilidade. :)]

[Leoni escreveu uma musiquinha muito singela e que fala de ser feliz. Fala de amigos. Estou neste tom.]

Hoje o mar faz onda feito criança, no balanço calmo a gente descansa. Nessas horas dorme longe a lembrança de ser feliz. Quando a tarde toma a gente nos braços, sopra um vento que dissolve o cansaço, é o avesso do esforço que eu faço pra ser feliz. O que vai ficar na fotografia são os laços invisíveis que havia, as cores, figuras, motivos, o sol passando sobre os amigos, histórias, bebidas, sorrisos e afeto em frente ao mar.

Quando as sombras vão ficando compridas, enchendo a casa de silêncio e preguiça, nessas horas é que Deus deixa pistas pra eu ser feliz. E quando o dia não passar de um retrato, colorindo de saudade o meu quarto, só aí vou ter certeza de fato que eu fui feliz.



- Postado por: Amaranta Buendia às 12:56:33
[ ] [ envie esta mensagem ]

---------------------------------------------------






- Postado por: Amaranta Buendia às 16:03:23
[ ] [ envie esta mensagem ]

---------------------------------------------------




[Balançar, já disse, faz parte. Então, balacemos.]

[toca Rauuuul] [Eu devia estar contente porque eu tenho um emprego, sou um dito cidadão respeitável e ganho quatro mil cruzeiros por mês. Eu devia agradecer ao Senhor por ter tido sucesso na vida como artista, eu devia estar feliz porque consegui comprar um Corcel 73 (...) Eu devia estar feliz pelo Senhor ter me concedido o domingo pra ir com a família ao Jardim Zoológico dar pipoca aos macacos. Ah! Mas que sujeito chato sou eu, que não acha nada engraçado. Macaco, praia, carro, jornal, tobogã, eu acho tudo isso um saco.]



- Postado por: Amaranta Buendia às 14:21:05
[ ] [ envie esta mensagem ]

---------------------------------------------------




Falei de Rent outras vezes por aqui. Musical da Brodway, adaptado para cinema. Assista num dia de paciência e coisas legais podem acontecer.



- Postado por: Amaranta Buendia às 15:12:51
[ ] [ envie esta mensagem ]

---------------------------------------------------




[quando não há o que se dizer, quando as palavras secam e você tem que passar um tempo regando pra elas crescerem de novo, mesmo assim, mesmo neste agreste danado, eles têm o que falar]

Nem tudo pode estar sumido
ou consumido...
Deve - forçosamente - a qualquer instante
formar-se, pobre amigo, uma bolha de tempo nessa Eternidade...

e onde
- o mesmo barman no mesmo balcão,
por trás a esplêndida biblioteca de garrafas,
fonte de nossa colorida erudição -
haveremos de continuar aquela nossa velha discussão
sobre tudo e nada
até
que, fartos de tudo e nada,
desta e da outra vida,
a rir como uns perdidos,
a chorar como uns danados,
beberemos os dois nos crânios um do outro...
até o teto desabar!

(Perdão! até a bolha rebentar...)

[Mário Quintana]



- Postado por: Amaranta Buendia às 10:41:33
[ ] [ envie esta mensagem ]

---------------------------------------------------




"Remove pedras, planta roseiras, faz doces. Recomeça"*. Assim há de ser, sempre, recomeçando neste tempo que nos demarcaram pra recomeçar. Trezentos e sessenta e cinco dias de ciclo. Ir e vir. Há a chatice dos shoppings lotados, a pressão dos presentes, as coisas que devem se resolver até dia 31 ou tudo parece que vai explodir. Nem vai. Drummond já diz: mereça o ano novo. E eu podia ter feito mais ou eu podia ter feito algo. O ano que marca a volta aos estudos diários foi cansativo e resolvi não chorar pelo leite esparramado. Bora pra frente. Sentimos pelas mortes e festejamos aniversários com alegria. Viver e morrer faz parte, aprendemos. Sete ondas, peru de Natal, promessas de vida saudável. Quero medir todos esses dias em amizades feitas, abraços apertados**. A vida não cabe em contar. Só vai vivendo.

* Cora Coralina  ** Assista Rent, mesmo não tendo paciência para musicais.



- Postado por: Amaranta Buendia às 18:15:11
[ ] [ envie esta mensagem ]

---------------------------------------------------




[não dá pra segurar, desculpe meu amigo, mas não dá pra segurar] Talvez o maior culto dos últimos anos tenha sido aos anos 80. Um bando de gente saudosista, melancólica  vertical, lembrando-se de Atari ao Coração Alado. Nosso louco amor. Não se nega, foi divertido. Até hoje se divertem nestes encontros de pedaços de bandas que restaram. Microfonia, lugar de difícil acesso, engarrafamento, nada pode parar a diversão. Só hits num palco dividido com Nazi, Bonfá, Felipe Seabra, Leo Jaime, Evandro Mesquita. Um bando de piratas, pirados, perdidos na selva. Neste mundo louco de consumo desmesurado talvez não se compreenda e se sinta realmente a letra de Polícia dos Titãs ou Até quando esperar da Plebe Rude. Alguns só estão lá porque não acharam nada mais divertido e outros para ter um momento revival, e só. Chove lá fora e aqui faz tanto frio. Mas continua emocionando aquele pedaço de Legião Urbana no palco. Nossas meninas estão longe daqui e de repente eu vi você cair. No final da contas, cansados, exaustos, mas com aquelas lembranças dos sons na casa dos amigos, ploc, gênius e que a vida passou e você fez o melhor que podia pro dia nascer feliz. [sim, eu fui para festa 20 e poucos anos ontem e queria me divertir]



- Postado por: Amaranta Buendia às 13:12:41
[ ] [ envie esta mensagem ]

---------------------------------------------------




[vejo tanta gente diferente esperando a festa começar... você daí, você de lá?]* [não há nada que não se ajuste ou que não possa se ajustar, libriana que sou, acredito nisso com força. há paradas a resolver? resolva. se você não resolver, tudo se resolve por si só, porque os problemas não gostam de ser problemas, prefeririam estar jogando bola num campo gramado e bebendo limonada gelada] [tudo tende a dar certo sempre, é a gravidade]

*[ouvindo Samba Esporte Fino de Mestre Jorge]

[como dizem As Moscas, só há um jeito de saber se as asas funcionam]



- Postado por: Amaranta Buendia às 13:01:26
[ ] [ envie esta mensagem ]

---------------------------------------------------




Estou pensando em todos os meus mortos. Mais meus ou menos meus, mas na memória. Antonia, Elizabeth, Veruzza, Felipe, Erton. Não quero mais pensá-los, mas é só o que sobra. Todo mundo sofre e não existe uma manivela que desfaça. Ele deveria ter sido enterrado com seus óculos de míopes para enxergar o que há lá. Acreditar seria mais fácil. O que há além? Quem deles voltará com boas novas? Não encontrei meus mortos depois de mortos e temo que seja apenas isso o que se vê: cheiro de flores, choro e vela. Resta fazer um brinde com sua cachaça preferida e torcer pra ele rir da homenagem.

- Postado por: Amaranta Buendia às 02:23:17
[ ] [ envie esta mensagem ]

---------------------------------------------------




[são pardos todos os gatos no escuro?]



- Postado por: Amaranta Buendia às 18:48:32
[ ] [ envie esta mensagem ]

---------------------------------------------------




"eu sei que gente que tem coragem não finge..."

[James Jean]



- Postado por: Amaranta Buendia às 11:30:43
[ ] [ envie esta mensagem ]

---------------------------------------------------




Eu devia ter guardado o domingo para a suavidade ao invés de ter ido ver Quantum of Solace. Daniel Craig é de plástico e quer ter charme, mas não tem. Faz caras e bocas e não funciona. Seja no deserto ou em hotel de luxo. Não rola. Não vi o Cassino Royale [primeiro dele] e vejo que não há motivos para arrependimentos. Este filme quis ser um dos Bourne, mas não foi, e acabou se distanciando dos clássicos do James Bond. Sem querer ser purista, mas já sendo, ai que saudades do Roger Moore, Sean Connery e Pierce Brosnan.

- Postado por: Amaranta Buendia às 16:10:41
[ ] [ envie esta mensagem ]

---------------------------------------------------




[sobre sobrinhos, lobos e coisas da vida] [o que você quer da vida? algo concreto, que se possa apalpar com dedos? há coisas que não passam em nossa janela porque não nos esticamos o suficiente para vê-las. É tudo azul. Tudo laranja. Vermelho. Essas cores que só crianças enxergam bem.]

Escrever um livro e sustentar meu passarinho azul. Ganhei da minha sobrinha Iandra. Ela foi na feira de Cascavel e disse para sua mãe: mãe esse passarinho é meu tio. Minha irmã não entedeu, contudo, comprou o passarinho. Ele se chama Roberto. Eu contei para Iandra que ele é meu filho. Que ele quando completou 19 anos foi para o Tibet escalar montanhas. Que me mandou de lá um cartão postal com um selo azul que dizia que o frio e o branco daquele país lembrava meus olhos. Então ele alçou vôo e partiu. Agora Iandra o resgatou e por isso meus dias são mais livres e meu cabelo voltou a crescer.

[há pessoas que podem ter 9 anos para o resta da vida, isso é o que menos importa]

[desenho de Alexandre Freire]



- Postado por: Amaranta Buendia às 17:34:33
[ ] [ envie esta mensagem ]

---------------------------------------------------




[sem eles? - não rola]



- Postado por: Amaranta Buendia às 13:56:22
[ ] [ envie esta mensagem ]

---------------------------------------------------




Não acredito em inferno astral, mas não duvido da sorte. Não me venham com patuás, que eu já fechei o corpo com sal grosso. Farei 13.140 dias e continuo em balanço, eternos. Nem que seja para ir de cá pra lá.

Porque sou de libra, balançar faz parte.

:::

Estavam todos falando do novo disco do Marcelo Camelo e eu estava resistente. Muito sambinha? muito mais Ventura? Ouvi e me rendi. Estou viciada em 'Janta'. Música linda. Ouça. Eu quis te conhecer, mas tenho que aceitar, caberá ao nosso amor o eterno ou não dá. Pode ser cruel a eternidade. Eu ando em frente por sentir vontade. Eu quis te convencer, mas chega de insistir, caberá ao nosso amor por o que há de vir. Pode ser a eternidade má. Caminho em frente pra sentir saudade. Paper clips and crayons in my bed everybody thinks that I'm sad, i take my ride in melodies and bees and birds. Will hear my words, will be both us and you and them together. I can forget about myself trying to be everybody else, i feel allright that we can go away and please my day. I'll let you stay with me if you surrender.

* Clipes e lápis de cor na minha cama. Todos pensam que estou triste. Vou passear nas melodias e abelhas e pássaros. Ouvirá minhas palavras? Estaremos nós dois e você e eles juntos? Eu posso esquecer de mim mesmo, tentando ser todos os outros. Eu sinto que podemos ir embora. Me delicie hoje, eu te deixo ficar se você se render.



- Postado por: Amaranta Buendia às 08:32:27
[ ] [ envie esta mensagem ]

---------------------------------------------------




Hoje faz mais tempo o Cavalheiro da Triste Figura. Ele não sabe e duvida, mas ainda está naquele ponto de ônibus perguntando se vou para o mesmo lugar que ele. Passados muitas danças de olhos fechados e cachaças devidamente bem tomadas, estamos em barcos diferentes porque o mundo é grande, mas há o lugar onde imprimimos letras nas árvores, num bosque de névoa em Guaramiranga e ouvimos Idioteque em alto e bom som [ou foi Rita Lee cantando Beatles?] e declamamos Walt.

Bons anos para você, meu amigo de sempre. Amo tu.

E por falar nele, para você, Walt: Eu parto com o ar – sacudo minha neve branca ao sol que foge. Desfaço minha carne em redemoinhos de espuma, Entrego-me ao pó para crescer nas ervas que amo; Se queres ver-me novamente, procura-me sob teus pés. Dificilmente saberás quem sou ou o que significo; Não obstante serei para ti boa saúde e filtrarei e comporei teu sangue. E se não conseguires encontrar-me, não desanimes; O que não está numa parte esta noutra, em algum lugar estarei a tua espera.



- Postado por: Amaranta Buendia às 10:21:58
[ ] [ envie esta mensagem ]

---------------------------------------------------




Esse mundo pode ir mais devagar? Sem sobressaltos ou derrapagens me exijo ficar na calçada, qualquer uma que seja alta e eu possa balançar os pezinhos e pensar nas roupas coloridas das pessoas que passam. E a gente reclama de falta de tempo e meu desejo é comer panelada no Alpendre com a Vanessa no sábado, mas vai saber? Se eu não sei, quem sabe? Quero horas sem fazer nada, sem olhar o livro que tenho que ler e que aponta o dedo pra mim e diz: "ainda vai?!". Vamos parar e ficar e só.

[Luke Chueh]



- Postado por: Amaranta Buendia às 13:45:37
[ ] [ envie esta mensagem ]

---------------------------------------------------




A tal festa punk ::: O show foi daqueles momentos que você olha pra frente, repira e diz: "ok, tudo pode acontecer, tá feito!". Inspirador, até. Mas só entende quem estava lá [ou quem queria estar e não conseguiu].

E eu? uma pedra ::: Ana Léa é moça piu-piu e faz aniversário hoje. Diz a lenda que o episódio Torres Gêmeas foi um erro de cálculo para um show pirotécnico em sua homenagem. E o que dar pra quem quem nos recebe sempre de braços [enormes!] abertos e com uma marmotagem nova a cada encontro? Bom, espero que bastem abraços e amizade sincera. Parabéns, muié!



- Postado por: Amaranta Buendia às 13:27:40
[ ] [ envie esta mensagem ]

---------------------------------------------------